Please reload

Posts Recentes

Campanha agosto dourado, amamentar vale ouro

01/09/2020

1/6
Please reload

Posts Em Destaque

Prefeito Paulo Hernandes participa de reunião que discute o Sistema de gestão do Transporte Escolar

O presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM) e prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, se reuniu nesta quarta-feira, 20, na sede da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esporte (SEDUC/TO) com a titular da pasta, Adriana Aguiar, e membros dos órgãos de controle e fiscalização para discutir sistema de gestão do transporte escolar de alunos residentes na Zona Rural, o Transcolar Rural. Esse projeto já havia sido apresentado pela ATM aos prefeitos em novembro de 2017.

 

O encontro foi promovido pela SEDUC/TO com o objetivo de apresentar o sistema, debater com os demais órgãos a implementação do mesmo no Tocantins, além de obter o aval dessas instituições na aquisição do Transcolar Rural para a Rede Estadual de Ensino, tendo a possibilidade de também ser estendido a Rede Municipal. ATM, SEDUC e demais órgãos constituem grupo de trabalho que debate e executa ações de aperfeiçoamento do Transporte Escolar no Estado.

Segurança Jurídica

O presidente da ATM disse vê com bons olhos o interesse do Estado pelo Transcolar no Tocantins, já que em 2017 a Associação defendeu a implementação do projeto pelo ente Estadual. “O sistema permite ao Estado e Municípios gerenciar com maior eficiência e transparência esse programa que necessita de adequações e ajustes, pois o atual modelo de parceria do Transporte Escolar sobrecarrega o ente local. Inclusive, o Transcolar Rural ofertará segurança jurídica às prefeituras durante a execução desse serviço”, destaca Mariano, que estava na companhia do prefeito de Bom Jesus do Tocantins, Paulo Hernandes, e do secretário Executivo da ATM, Jailton Bezerra.

Transcolar Rural

O Sistema Transcolar Rural – desenvolvido sob coordenação do Departamento de Transportes e Geotecnia (ETG) da Escola de Engenharia – permite otimizar rotas e reduzir custos do transporte escolar rural. A ferramenta permite cruzar dados relacionados ao aluno, a unidade escolar e malha viária, ao reunir mapas das estradas existentes, seja por imagens aéreas ou trabalhos de campo, e o cadastro de alunos e escolas fornecidos pelas secretarias de educação. As informações são cruzadas e o sistema gera rotas mais eficientes e baratas.

Participaram do encontro representantes do Ministério Público Federal (MPF), da Controladoria Geral do Estado (CGE), do Conselho do Fundeb, do Ministério Público Estadual (MPE), da Defensoria Pública do Estado (DPE) e da Fundação Nacional do Índio (Funai).

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga